LD, o avô do DVD

Muito antes dos DVDs de filmes e até mesmo dos CDs musicais, numa época em que o disco de vinil e as fitas de VHS dominavam o mercado, existia um disco ótico digital chamado LD usado para a reprodução de filmes e shows.



LD ou Laserdisc foi o primeiro disco óptico de armazenamento de vídeo disponível ao público. A tecnologia foi demonstrada pela primeira vez em 1972 num protótipo das empresas MCA e Philips.
Passou a ser comercializado a partir de 1978 (dois anos após o VHS), quando a Pioneer Electronics também o licenciou. O formato nunca se popularizou e muita gente nem sabe que existiu, principalmente no Brasil, onde o formato nunca teve distribuição. O país que mais o utilizou foi o Japão onde era usado por 10% da população.

O disco era grande, tinha 30 cm de diâmetro sendo um tanto quanto pesado, mais susceptível a arranhões que os posteriores CDs e cada um de seus lados armazenava pouco mais de 1 hora de conteúdo de vídeo, tendo que ser virado para continuar a reprodução de um filme. Além disso era uma mídia de reprodução somente, ao contrário do VHS que, apesar de qualidade bastante inferior de imagem, podia ser gravado.


Diferença do tamanho do LD para o DVD

Era embalado em capa de papelão como os discos de vinil e muitas vezes confundido com um, afinal tinham o mesmo tamanho, mas sua área de atuação não era no áudio isolado (apesar do áudio digital sem ruídos) mas sim na repodução dos filmes, clips e shows com grande qualidade para a época. Era a "imagem perfeita", com melhor definição, livre de ondulações e chuviscos dos VHS's.




Até hoje muitos lançamentos em DVD usam masters de antigos LDs. Há claro, os casos de simples falta de investimento, onde não remasterizam uma película e lançam com uma master LD antiga mesmo por economia, ou até pela detentora original não querer vender uma master atualizada para quem a distribuiu no passado. Mas algumas vezes é realmente pela impossibilidade de remasterizar a produção ou simplesmente por ela não existir em outro formato melhor. Muito material foi salvo graças ao LD. Edições de filmes especiais com cortes diferenciados, gravações de vídeo de shows, etc... Alguns extras para filmes foram criados exclusivamente para o formato, e podem agora ser resgatados para dvds e/ou blu-rays. No caso de vídeos gravados para a TV, algumas vezes nem a emissora que o gravou possui mais seu material em condições, e acaba-se por exemplo encontrando um LD lançado no Japão com imagem do mesmo sem problemas.

 
Box de 9 LDs da trilogia original de Star Wars
As versões originais dos 3 primeiros filmes lançados
continuam até hoje sem lançamento remasterizado
tendo sido utilizadas as masters dos LDs para seu
único lançamento em dvd.

  • RSS