Doctor Who - Primeiro Doutor


Em 1963, a BBC contratou Sydney Newman, produtor canadense ex-diretor da ABC para ser seu diretor do departamento de drama, no lugar de Michael Barry que havia se demitido por não concordar com os novos rumos artísticos da BBC. Com sua contratação, a BBC pretendia trazer de volta o público perdido para a ITV, produzindo assim programas com apelo mais popular, mas mantendo o perfil de conteúdo da BBC.


Newman desenvolveu então a série Doctor Who que ocuparia um espaço na programação das tardes de sábado. Junto aos roteiristas Cecil Edwin Webber e Donald Wilson, eles imaginaram um programa que mostrasse aventuras de ficção, mas que ao mesmo tempo educassem jovens com aulas de história e ciências.


Para a produção, Newman chamou Verity Lambert, a primeira produtora mulher do departamento dramático da BBC. Na direção dos primeiros episódios teríamos o diretor anglo-indiano Waris Hussein e para o papel principal foi escolhido o ator William Hartnell, que na época estava com 55 anos e era mais conhecido por interpretar personagens durões no cinema. Era uma série nova com uma combinação improvável e proposta inovadora, mas com orçamento apertado, custos altos e enfrentando problemas desde seu lançamento no dia 23 de novembro de 1963, um dia após a morte de John F. Kennedy (teve que ser reprisada para que o público pudesse dar atenção a aventura). Tudo parecia dizer que Doctor Who não iria emplacar, mas quatro semanas após seu lançamento, em seu segundo arco, "The Daleks", a audiência subiria vertiginosamente, chegando a 9 milhões de telespectadores!


Chegando em sua terceira temporada, Verity Lambert deixou a equipe de produção para seguir com sua carreira, sendo substituída por John Wiles que queria trazer um perfil mais adulto para a série. Hartnell criou resistência a essas mudanças, pois queria manter o perfil mais infantil. Wiles pediu demissão e em seu lugar veio o produtor Innes Lloyd. Nessa época, com arteriosclerose e dificuldade de decorar suas falas, Hartnell passou a ter seus problemas de saúde mais agravados, o que levou a BBC a procurar uma saída. Foi Lloyd quem apresentou a solução: por ser alienígena, o Doutor teria a capacidade de se "renovar". O Doutor passaria por uma regeneração que o transformaria por completo e assim seria substituído por outro ator (Patrick Troughton), iniciando um novo ciclo com um segundo Doutor.



Arcos do primeiro Doutor (1963 – 1966)

001     An Unearthly Child
002     The Daleks
003     The Edge of Destruction
004     Marco Polo
005     The Keys of Marinus
006     The Aztecs
007     The Sensorites
008     The Reign of Terror

009     Planet of Giants
010     The Dalek Invasion of Earth
011     The Rescue
012     The Romans
013     The Web Planet
014     The Crusade
015     The Space Museum
016     The Chase
017     The Time Meddler

018     Galaxy 4
019     Mission to the Unknown
020     The Myth Makers
021     The Daleks' Master Plan
022     The Massacre of St Bartholomew's Eve
023     The Ark
024     The Celestial Toymaker
025     The Gunfighters
026     The Savages
027     The War Machines

028     The Smugglers
029     The Tenth Planet





  • RSS

Doctor Who - Primeiro Doutor


Em 1963, a BBC contratou Sydney Newman, produtor canadense ex-diretor da ABC para ser seu diretor do departamento de drama, no lugar de Michael Barry que havia se demitido por não concordar com os novos rumos artísticos da BBC. Com sua contratação, a BBC pretendia trazer de volta o público perdido para a ITV, produzindo assim programas com apelo mais popular, mas mantendo o perfil de conteúdo da BBC.


Newman desenvolveu então a série Doctor Who que ocuparia um espaço na programação das tardes de sábado. Junto aos roteiristas Cecil Edwin Webber e Donald Wilson, eles imaginaram um programa que mostrasse aventuras de ficção, mas que ao mesmo tempo educassem jovens com aulas de história e ciências.


Para a produção, Newman chamou Verity Lambert, a primeira produtora mulher do departamento dramático da BBC. Na direção dos primeiros episódios teríamos o diretor anglo-indiano Waris Hussein e para o papel principal foi escolhido o ator William Hartnell, que na época estava com 55 anos e era mais conhecido por interpretar personagens durões no cinema. Era uma série nova com uma combinação improvável e proposta inovadora, mas com orçamento apertado, custos altos e enfrentando problemas desde seu lançamento no dia 23 de novembro de 1963, um dia após a morte de John F. Kennedy (teve que ser reprisada para que o público pudesse dar atenção a aventura). Tudo parecia dizer que Doctor Who não iria emplacar  Mas quatro semanas após seu lançamento, em seu segundo arco, "The Daleks", a audiência subiria vertiginosamente, chegando a 9 milhões de telespectadores!


Chegando em sua terceira temporada, Verity Lambert deixou a equipe de produção para seguir com sua carreira, sendo substituída por John Wiles que queria trazer um perfil mais adulto para a série. Hartnell criou resistência a essas mudanças, pois queria manter o perfil mais infantil. Wiles pediu demissão e em seu lugar veio o produtor Innes Lloyd. Nessa época, com arteriosclerose e dificuldade de decorar suas falas, Hartnell passou a ter seus problemas de saúde mais agravados, o que levou a BBC a procurar uma saída. Foi Lloyd quem apresentou a solução: por ser alienígena, o Doutor teria a capacidade de se "renovar". O Doutor passaria por uma regeneração que o transformaria por completo e assim seria substituído por outro ator iniciando um novo ciclo.




Arcos do primeiro Doutor (1963 – 1966)

001     An Unearthly Child
002     The Daleks
003     The Edge of Destruction
004     Marco Polo
005     The Keys of Marinus
006     The Aztecs
007     The Sensorites
008     The Reign of Terror

009     Planet of Giants
010     The Dalek Invasion of Earth
011     The Rescue
012     The Romans
013     The Web Planet
014     The Crusade
015     The Space Museum
016     The Chase
017     The Time Meddler

018     Galaxy 4
019     Mission to the Unknown
020     The Myth Makers
021     The Daleks' Master Plan
022     The Massacre of St Bartholomew's Eve
023     The Ark
024     The Celestial Toymaker
025     The Gunfighters
026     The Savages
027     The War Machines

028     The Smugglers
029     The Tenth Planet





  • RSS

Doctor Who


Primeiro Doutor (William Hartnell)
Segundo Doutor (Patrick Troughton)
Terceiro Doutor (Jon Pertwee)
Quarto Doutor (Tom Baker)
Quinto Doutor (Peter Davison)
Sexto Doutor (Colin Baker)
Sétimo Doutor (Sylvester McCoy)
Oitavo Doutor (Paul McGann)
Nono Doutor (Christopher Eccleston)
Décimo Doutor (David Tennant)
Décimo primeiro Doutor (Matt Smith)
Doutor da Guerra (John Hurt)
Décimo segundo Doutor (Peter Capaldi)





Ele é um Senhor do Tempo do planeta Gallifrey que atende pelo nome de "Doutor" e viaja através do tempo e do espaço em uma nave chamada TARDIS. Com seu "circuito camaleão" danificado, a nave que normalmente assumiria sempre a aparência de objetos do local e tempo onde está, simplesmente ficou travada na forma de uma cabine telefônica policial britânica e assim permaneceu. E assim, viajando sozinho ou com companheiros escolhidos a dedo, o Doutor passa por diversas aventuras encontrando figuras do passado e do futuro, criaturas alienígenas dos mais distantes planetas e enfrenta os mais terríveis vilões do universo. Sua idade exata é desconhecida, mas sabe-se que é extremamente velho, pois quando um Senhor do Tempo, está prestes a morrer, seja por idade avançada ou por graves danos físicos, ele passa pro um processo regenerativo e de transformação de todo o seu corpo, assumindo uma nova forma física e até mudanças de personalidade ainda que sempre conserve toda sua memória.


Doctor Who é a série mais antiga e transmitida para mais países no mundo. Seus episódios foram originalmente concebidos pela BBC para um público familiar, funcionando como um programa educacional com viagens no tempo que exploraria ideias científicas e momentos importantes da história do mundo.


A série clássica de Doctor Who foi composta por 26 temporadas, exibidas a partir de 23 de novembro de 1963 até 06 de dezembro de 1989. Durante a exibição da série, cada episódio semanal fazia parte de um arco, uma história completa. Infelizmente entre os anos de 1964 e 1973 uma grande quantidade de material de fitas de vídeo da BBC foi destruída, reutilizada ou se deteriorou por mau armazenamento, e isto incluiu muitos episódios dos dois primeiros Doutores interpretados por William Hartnell e Patrick Trougthon.


Em 1996 foi produzido pela BBC e FOX, o filme "Doctor Who - O Senhor do Tempo" numa tentativa de retomar a série interrompida em 1989., mas só em 2005, a série foi revivida pela BBC e o formato mudou, com cada temporada possuindo 13 episódios de 45 minutos e um Especial de Natal de 60 minutos de duração, mas foram mantidas e respeitadas até hoje as premissas da série antiga, incluindo até crossovers e citações a fatos e personagens relacionados à episódios clássicos.


Durante todo esse tempo, muitos spin offs, audiodramas, documentários, animações, quadrinhos, livros e filmes sobre o personagem foram produzidos. Sendo alguns relacionados à série e outros sem conexão alguma com os contextos e sequências das produções da BBC já mencionadas. Como exemplos dessas tantas produções, podemos citar a animação "Scream of the Shalka" (2003), os filmes estrelados por Peter Cushing: "Dr. Who and the Daleks" (1965), "Daleks' Invasion Earth 2150 A.D." (1966) e a série "The Sarah Jane Adventures" (2007–2011). Em 2013, época da comemoração dos 50 anos da série, foi produzido pela BBC um filme retratando o início da série, "An Adventure in Space and Time" com David Bradley fazendo o papel de William Hartnell.








 

 











  • RSS